Espetáculos/Shows, Notícias

São Paulo Companhia de Dança anuncia programação para 2018, ano em que comemora 10 anos de atividade

aba_gnawa-spcd

Em 28 de janeiro de 2018, a São Paulo Companhia de Dança, sob direção artística de Inês Bogéa, completa dez anos! Tempo de muitas parcerias e encontros, do descortinar de novos mundos, de descobertas do movimento e da identidade dessa Companhia feita do amor e da entrega de muitas pessoas.

Para comemorar os seus dez anos, a SPCD prepara uma nova temporada que reunirá obras de grandes nomes da dança internacional: Jirí Kylián, Nacho Duato, Marco Goecke e Mario Galizzi, além de obras de artistas brasileiros: Henrique Rodovalho, Thiago Bordin, Lucas Lima, Clébio Oliveira e Guivalde de Almeida.

Mantendo a sua tradição, a Companhia irá do clássico ao contemporâneo – de O Lago dos Cisnes a Melhor Único Dia. Serão quatro diferentes programas, três em junho e um em novembro: na primeira semana, um mergulho na linguagem de Marco Goecke com três obras: Peekaboo (2013), O Pássaro de Fogo (2010) e Supernova (2009). Goecke é considerado um dos maiores nomes da dança contemporânea atual por sua linguagem particular do movimento, que traz para a cena imagens instigantes.

aba_spcd_la_sylphide

Em seguida teremos duas criações de coreógrafos brasileiros da nova geração, que fizeram grande parte da sua carreira no exterior: Thiago Bordin (solista do Hamburg Ballet e do Nederlands Dans Theater) e Lucas Lima (solista e coreógrafo do Balé Nacional da Noruega em Oslo), além de duas obras canônicas do repertório internacional: 14’20” (2002), de Jirí Kylián, e Gnawa, (2005), de Nacho Duato. Na terceira semana teremos a estreia de Melhor Único Dia de Henrique Rodovalho, o consagrado diretor da Quasar Companhia de Dança, de Goiânia, e veremos dois sucessos da temporada de 2017: Suíte de Raymonda, de Guivalde de Almeida e Primavera Fria, de Clébio Oliveira.

Em novembro a Companhia leva ao palco do Teatro Sérgio Cardoso, o balé clássico mais aclamado de todos os tempos e que atravessa gerações com enorme sucesso: O Lago dos Cisnes, na versão de Mario Galizzi. A SPCD apresentou em novembro, na Sala São Paulo, o II Ato da obra, que teve os ingressos esgotados em um único final de semana. “A coreografia completa criada por Galizzi para a SPCD será clássica-contemporânea, ou seja, manterá a essência da obra, atualizando a produção e os tempos”, explica Inês Bogéa.

Clube de assinantes SPCD
Além de garantir lugar na plateia em todos os espetáculos, o assinante escolhe antecipadamente seu lugar preferido e pode mantê-lo durante toda a temporada. Assinantes também podem acompanhar com exclusividade um ensaio na sede da Companhia e retirar no dia do espetáculo um programa de sala com fotos, textos e materiais de mediação da Companhia. Para saber valores, mais informações e adquirir sua assinatura é só acessar o site www.spcd.com.br de 4 de dezembro de 2017 a 4 de abril de 2018.

Fotos: Paula Caldas e Wilian Aguiar/divulgação

Postagem AnteriorPróxima Postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *