Espetáculos/Shows, Notícias

Estreias e coreógrafos do Brasil e exterior na programação de espetáculos da SPCD em 2019

A temporada 2019 de espetáculos da São Paulo Companhia de Dança (SPCD) já foi definida e as assinaturas para a mesma estarão à venda até 30 de abril. Intitulada “Sem Fronteiras”, ela trará quatro programas ao longo do ano com seis estreias e uma pré-estreia, totalizando onze coreografias de nomes nacionais e internacionais que serão exibidas no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo.

“Esta temporada tem como mote passos de dança sem fronteiras que dialogam com o tempo presente, turbulento e vivo, acelerado e intenso, de questionamentos, encontros e desencontros, e coloca em cena obras de grandes nomes da dança do Brasil e do mundo”, explica Inês Bogéa, diretora artística da companhia.

O primeiro programa, de 06 a 09 de junho, terá a estreia de Cassi Abranches e a pré-estreia do canadense Édouard Lock, uma coprodução com Festival Movimentos em Wolfsburg, na Alemanha. Ainda no mesmo mês, entre 13 e 16 de junho, é a vez de outras estreias: ‘A Morte do Cisne’, de Lars Van Cauwnbergh, inspirado em Michel Fokine, além do ‘Balé Pulcinella’, de Giovanni Di Palma, que será apresentado pela primeira vez no Teatro Sérgio Cardoso, ao lado da obra ‘Suíte para Dois Pianos’, de Uwe Scholz.

As novidades não param por aí e entre os dias 31 de outubro a 03 de novembro, a companhia exibe outras três produções. A nova obra nomeada provisoriamente de ‘Vai’, do coreógrafo americano Shamel Pitts busca trabalhar com os inúmeros significados que esta palavra pode transmitir, ao passo que a estreia de ‘Odisseia’, de Joelle Bouvier, que também é uma novidade na temporada, é uma viagem para um reencontro consigo mesmo. Nesta mesma semana também será apresentada ‘Ngali…’, de Jomar Mesquita.

Cena do espetáculo Melhor Único Dia. | Foto: Fernanda Kirmayr/divulgação

De 07 a 10 de novembro, um trabalho do espanhol Goyo Montero encerra a temporada deste ano, acompanhado de ‘Supernova’, de Marco Goecke e, ‘Melhor Único Dia’, de Henrique Rodovalho, eleito como um dos melhores espetáculos de 2018 pelo Guia da Folha e contemplado também como melhor estreia pelo prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA).

Dentre os benefícios disponíveis aos assinantes estão a possibilidade de obter os ingressos com desconto, escolher antecipadamente o lugar onde deseja se sentar no teatro, ter direito à visitas na sede da SPCD (mediante agendamento prévio) para assistir de antemão aos ensaios da companhia, além de outras vantagens.

Os valores para as novas assinaturas são de R$ 220,00 (plateia central), R$ 176,00 (plateia lateral) e R$ 132,00 (balcão). As compras podem ser realizadas por meio do site da companhia ou pelo telefone (11) 3224-1383.

Outras atividades da SPCD

Além da temporada de assinaturas deste ano, a São Paulo Companhia de Dança participa, em parceria com o Espaço Cultural Porto Seguro, da exposição “Meteorológica”, da dupla Angela Detanico e Rafael Lain, com curadoria de Rodrigo Villela. Em determinados dias e horários, é possível assistir à interação dos bailarinos Paula Alves e Matheus Queiroz com a obra “Quadrado Branco” – uma animação em vídeo inspirada em três poemas de Kitasono Katuê. A concepção coreográfica é de Ricardo Gali (www.espacoculturalportoseguro.com.br).

Ainda neste trimestre, a companhia também se apresenta nos dias 22 e 23 de fevereiro, no Centro Cultural Raul Cortez, em Mongaguá-SP. 13 e 14 de março é a vez do Teatro Municipal Serafim Gonzales, na Praia Grande-SP.

Informações: spcd.com.br

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *