Notícias

Os campeões de Dança de Salão no Prêmio Desterro

Terminou neste domingo (18/08) o Prêmio Desterro – 4° Festival de Dança de Florianópolis, realizado no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC). Entre os diversos gêneros competitivos, o festival apresentou este ano 10 coreografias de dança de salão clássica e 12 de dança de salão contemporânea, nos subgêneros duo e conjunto, nas categorias sênior e adulto, que foram apresentadas na noite de sexta (17/08). Os grandes campeões da noite, representando São Paulo, foram Anderson Mendes e Brenda Carvalho, que se destacaram nos dois gêneros, conquistando os prêmios por Melhor Dança de Salão Clássica com a coreografia “Samba Brasil” e Melhor Dança de Salão Contemporânea com a coreografia “Lanterna dos Afogados”.

Além dos troféus, entregues também aos três primeiros colocados de cada categoria, Anderson e Brenda receberam R$1.000,00 por cada gênero em que foram considerados os melhores. A comissão julgadora foi formada por Cristovão Christianis, de Porto Alegre; Alex Soares, André Pires (Rockmaster) e Marisa Pivetta, de São Paulo; Bia Mattar, de Florianópolis; Cristina Martinelli, do Rio de Janeiro; e Tindaro Silvano, de Belo Horizonte.

Anderson Mendes e Brenda Carvalho executando a coreografia Samba Brasil-Melhor Dança de Salão Clássica.

A divisão da dança de salão nestas duas categorias acontece desde o ano passado, quando a organização do Prêmio inovou, sendo o primeiro evento no Brasil a instituir formas específicas de avaliação dentro desta mesma modalidade, separando coreografias que se diferenciam pelos estilos.

Confira todos os vencedores do Prêmio Desterro 2013:

Dança de salão clássica – duo – sênior

  • 1° lugar: não houve classificação
  • 2° lugar: “Hip Hop Samba Funk”, de Léo Gomes. Casa de Dança Tatiana Asinelli, Curitiba/PR
  • 3° lugar: não houve classificação

Dança de salão clássica – duo – adulto

  • 1° lugar: “Samba Brasil”, de Anderson Mendes e Brenda Carvalho. Anderson e Brenda, São Bernardo do Campo/SP
  • 2° lugar: “Rumba de Bravos”, de Washington Passos e Carina Trombin. Cia. de Dança Washington Passos e Carina Trombin, Curitiba/PR
  • 3° lugar: empate
    “Chamas”, de Mairon Demarchi. Cia. de Dança Rosa Demarchi, Cabo Frio/RJ
    “Tormenta”, de Alexandre Souza e Eliza Moritz. Casarão da Dança, Florianópolis/SC

Dança de salão clássica – conjunto – adulto

  • 1° lugar: “Paradoxo”, de Nando Berto. Cia. Nando Berto, Florianópolis/SC
  • 2° lugar: fragmento do espetáculo “Viagem no Tempo”, de Diego Tavares. Seed’ance Company, São José/SC
  • 3° lugar: “Samba Quebrado”, de Tatiana Leme. Base/Cenarium Escola de Dança, Florianópolis/SC

Melhor dança de salão clássica

  • “Samba Brasil”, de Anderson Mendes e Brenda Carvalho. Anderson e Brenda, São Bernardo do Campo/SP

Dança de salão contemporânea – duo – adulto

  • 1° lugar: “Lanterna dos Afogados”, de Anderson Mendes e Brenda Carvalho. Anderson e Brenda, São Bernardo do Campo/SP
  • 2° lugar: “Saga”, de Nando Berto. Cia. Nando Berto, Florianópolis/SC
  • 3° lugar: empate
    “Ainda”, de Maria Claudia e Rodolfo Lorandi. Maria Claudia Reginato e Rodolfo Lorandi/Grão Cia. de Dança/Cenarium Escola de Dança, Florianópolis/SC
    “Encontrando o Destino”, de Ruan Patrício e Bruna Lídia. Bi Almeida Cia. de Dança, Florianópolis/SC

Dança de salão contemporânea – conjunto – sênior

  • 1° lugar: não houve classificação
  • 2° lugar: “Baião Destemperado”, de Mariana Reis Leal Fernandes. Sem Estrutura Grupo de Dança, Campo Grande/MS
  • 3° lugar: não houve classificação

Dança de salão contemporânea – conjunto – adulto

  • 1° lugar: empate
    “Para Esquecer”, de Nando Berto. Cia. Nando Berto, Florianópolis/SC
    “Sem Rumo”, de Ruan Patrício. Ritmo Grupo de Dança, Florianópolis/SC
  • 2° lugar: “Fuck You”, de Izabela Gavioli e Lelio Santos. Grupo Laços Dança de Salão Contemporânea, Porto Alegre/RS
  • 3° lugar: não houve classificação

Melhor dança de salão contemporânea

  • “Lanterna dos Afogados”, de Anderson Mendes e Brenda Carvalho. Anderson e Brenda, São Bernardo do Campo/SP

Fotos: Cláudio Etges/divulgação

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *