Notícias, Universo da Dança

Lindy Hop ganha embaixadores brasileiros em festival

aba_herrang

Os dançarinos Luiz Cláudio Martins e Denise Serpa, do Rio de Janeiro, estão entre os cinco profissionais escolhidos como embaixadores internacionais da Fundação Frankie Manning, entidade que leva o nome do maior expoente internacional do lindy hop. A missão do casal é continuar o trabalho do dançarino, difundindo o ritmo no mundo, de acordo com os valores que ele sempre buscou: senso de comunidade, paixão, humildade e alegria.

“Esperamos que o Brasil fique mais integrado ao cenário internacional de lindy hop, assim como esperamos que o ritmo esteja mais presente nos ambientes de dança de salão”, comenta Denise.

Frankie Manning, o grande expoente do ritmo, que morreu em 2009, um mês antes de completar 95 anos

Como representantes da entidade no Brasil, de 02/07 a 06/08 eles participarão do Herrang Dance Camp, o maior festival de swing dances afro-americanas, realizado na cidade de Herrang, na Suécia, que apresenta além do lindy hop, ritmos como boogie woogie, authentic jazz, charleston e balboa. O evento, que começou pequeno em 1982, atualmente recebe mais de mil pessoas de vários países todos os anos, incluindo grandes nomes das swing dances como Norma Miller, Dawn Hampton, Chester Whitmore, Skye Humphries, Elliott Donnelley, Catrine Ljungreen, Max Pitruzzella, entre outros.

“Ir para Herrang é o sonho de todo lindy hopper pois é uma oportunidade de conhecer os maiores nomes mundiais desta dança, de aprender, conversar e dançar com eles. É super emocionante! Além disto, é uma imersão no ritmo que aumentará muito o aprendizado, ainda mais para os brasileiros que ainda têm muito a evoluir, se comparados aos dançarinos de outros países”, relata Denise.

Sobre Luiz Cláudio Martins
É formado no curso superior de Dança de Salão pela Universidade Estácio de Sá. Professor de dança de salão na Casa de Dança Carlinhos de Jesus há 17 anos, integrou também a Cia. de Dança Carlinhos de Jesus por 10 anos. Fez parte da Comissão de Frente da Estação Primeira de Mangueira de 1998 a 2007. Em 2008, começou a trabalhar com o lindy hop, atuando como professor, dançarino e organizador de eventos. Ministrou aulas no Swing in Rio (2008 a 2010), participou do LHAIF (Lindy Hop Argentina International Festival) em 2010 e 2011. É componente do grupo de dança Rio Hoppers, que se destina a difundir, pesquisar e divulgar o lindy hop no Rio de Janeiro.

Sobre Denise Serpa
Começou a atuar profissionalmente como dançarina em 2009, com o ritmo lindy hop. Participou das duas últimas edições do LHAIF (Lindy Hop Argentina International Festival), foi professora no Swing in Rio 2010 e ministra aulas de Lindy Hop na Casa de Dança Carlinhos de Jesus, com seu parceiro Luiz Cláudio Martins. Com ele, também organiza eventos voltados ao ritmo como o BaiLindy, Lindy na Praia e, em 2011, um Workshop com Catrine Ljunggren e Elliott Donnelley, dançarinos de destaque no lindy.

Fotos: divulgação e arquivo pessoal

Confira o vídeo de divulgação do Herrang Dance Camp

Postagem AnteriorPróxima Postagem
Jornalista formada pela Universidade Tuiuti do Paraná, atuando na área desde 1997 como repórter, redatora e assessora de imprensa. Em 2010, lançou o site Dança em Pauta com a proposta de empregar seu conhecimento em comunicação para divulgar a dança. Trabalhou em publicações segmentadas em Curitiba e São Paulo. Desde 2004, desenvolve trabalho de assessoria de comunicação para profissionais e empresas atuando no planejamento e execução de estratégias de comunicação interna e externa, produção de conteúdo, publicações corporativas e assessoria de imprensa.

7 Comments

  1. Nada que se diga aqui representará plenamente o que Luiz fez e ainda fará pela dança de salão desse país! Com a Denise o círculo se fechou, mas de forma a continuar a trilhar o caminho do trabalho, dedicação, competência e amor pela profissão! Título mais que merecido! Me orgulho muito de ter a amizade e o privilégio de passar algumas vezes pelas salas de aula onde atuam esses grandes profissionais! Parabéns, dois (como carinhosamente os chamo)! Vamos ouvir falar muito de vocês ainda!

  2. Parabéns a vocês pela dedicação e empenho a arte da dança, é motivo de alegria e principalmente de orgulho. Todo o sucesso alcançado é pouco diante do que merecem. Feliz, orgulhoso e convencido do talento. Grande abraço.Carlinhos de Jesus.

  3. Gostei desse artigo, trouxe uma visão menos preconceituosa do lindy hop como foi mostrado no artigo que fala sobre os aéreos. O que vocês precisam entender que o lindy hop, o jive e o rockabilly são muito dançados em locais específicos por gente que ama isso, então ninguém vê problemas nos aéreos, mas sim os incentiva. Posso afirmar com segurança, que em 7 anos dançando e fazendo aéreos que não presenciei nenhum acidente nas pistas de rockabilly. Se o pessoal da dança de salão não gosta de aéreo, não faça aéreo, simples. O que é extremamente chato é quando o pessoal de dança de salão vai na balada de rockabilly reclamar dos aéreos.
    Ps – ótima foto do Manning, ele era demais!

  4. Orgulho…
    somente isso que eu posso dizer em relação ao casal!!!! Parabéns!!!!!
    Apaixonada como sou pelo Lindy estou muito feliz pela escolha!!!!

  5. Parabéns aos meus queridos amigos que tanto se esforçam para difundir o Lindy no Brasil e ter eles representando o país é uma honra para nós!!! Com isso o Brasil continua crescendo cada vez mais!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *