Comportamento, Em pauta

Forró da Lua Cheia: dança nordestina com sotaque sulista

forro-da-lua_casal-lua-desfoque_set-18

Todo mês, nas sextas de lua cheia, o Clube Dom Pedro II, em Curitiba, se transforma na casa da cultura nordestina com sotaque de ‘leite quente’ com a realização do Forró da Lua Cheia. O evento, realizado há mais de quatro anos, já é tradicional na cidade e difundiu a música e dança características do forró entre o público da capital e região metropolitana.

Reunindo uma média de 600 pessoas por edição, mas já tendo chegado a marca de mil pessoas em uma única noite, o Forró da Lua Cheia coleciona histórias de encontros de amigos, músicos, apaixonados por dança a dois e também de casais que se formaram no chamego do dois pra lá dois pra cá.

Uma destas histórias é a da cearense Fabíola Bessa e do curitibano Willian Sousa. O encontro do casal teve início no mundo virtual, mas nem foi preciso um aplicativo de relacionamento para isso.

fabiola-e-wilian_forro-da-lua_set-18
A cearense Fabíola e o curitibano Willian: casal formado por meio do Forró da Lua Cheia é o exemplo da harmonia entre nordeste e sul, promovida pelo evento.

Em agosto de 2017, quase um ano após mudar de Fortaleza para Curitiba, Fabíola estava feliz com a cidade, mas tinha saudade de alguns hábitos da terra natal. “Sentia falta de socializar com as pessoas, mas principalmente de dançar, que é uma coisa que sempre gostei muito. Logo que cheguei aqui, procurando na internet, encontrei a página do Forró da Lua Cheia no Facebook e comecei a seguir. Sempre pensava: ‘no próximo eu vou’. Só que aí não tinha companhia e desistia”, recorda ela.

Willian, que nunca tinha ido a um forró, também fazia a mesma promessa todos os meses e desistia pelo mesmo motivo, até que um dia escreveu na fanpage do evento: “Bora lá… Só falta um par”. Fabíola rapidamente retrucou: “Somos dois”. Do comentário para a conversa privada na rede social foram só alguns ‘cliques’ e pronto, já estava decidido, enfim os dois iriam conhecer o evento. “Celebramos o Forró da Lua Cheia do dia 18 de setembro de 2017 como o início do nosso relacionamento. A gente fala que o Forró e a lua são nossos padrinhos”, comenta Fabíola. “O Forró da Lua Cheia é um lugar mágico e marcou totalmente nosso relacionamento, guardamos até os convites do primeiro forró que a gente foi”, completa Willian.

O namoro seguiu firme desde então e o casal passou a frequentar o evento todos os meses, para Fabíola, uma forma de se sentir mais perto do nordeste: “Quando chego lá me arrepio. É claro que tem as diferenças regionais, mas a essência do forró, o cheiro no cangote, a pegada, é a mesma”.

Espaço para dança e música ao vivo de qualidade: receita de sucesso do Forró da Lua Cheia.
Espaço para dança e música ao vivo de qualidade: receita de sucesso do Forró da Lua Cheia.

Em viagem recente a Fortaleza, o casal comenta que fez questão de contar a todos sobre seu encontro no forró em Curitiba, o que causou surpresa aos nordestinos: “Ninguém espera que tenha forró no sul. Eu mesma, até hoje, me surpreendo em como lota o evento todos os meses”, comenta a cearense. “Tive a oportunidade de conhecer os forrós de lá e é claro que têm diferenças, mas como curitibano, tenho orgulho de ter um evento destes aqui”, diz Willian.

Os dois já estão com casamento marcado para janeiro de 2019 e contam que pretendiam até comemorar no forró, mas as datas acabaram não coincidindo. Para quem ainda não conhece o evento Fabíola encoraja: “O que é lindo na dança é a liberdade de cada um dançar como gosta e como lhe faz bem. No Forró da Lua Cheia tem vários estilos de dança, vários estilos de pessoas, mais velhas, mais novas, tudo junto e misturado, é bem legal! A gente se apaixonou mesmo pelo evento”.

Do nordeste para o sul do Brasil: cultura nordestina conquistou os curitibanos.
Do nordeste para o sul do Brasil: cultura nordestina conquistou os curitibanos.

Mais informações sobre o evento: www.facebook.com/forrodaluaidance/

Postagem AnteriorPróxima Postagem
Jornalista formada pela Universidade Tuiuti do Paraná, atuando na área desde 1997 como repórter, redatora e assessora de imprensa. Em 2010, lançou o site Dança em Pauta com a proposta de empregar seu conhecimento em comunicação para divulgar a dança. Trabalhou em publicações segmentadas em Curitiba e São Paulo. Desde 2004, desenvolve trabalho de assessoria de comunicação para profissionais e empresas atuando no planejamento e execução de estratégias de comunicação interna e externa, produção de conteúdo, publicações corporativas e assessoria de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *