Festivais/Mostras, Notícias

Espetáculos na 45ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Belo Horizonte

De 03/01 a 24/02, em sua 45ª edição, a Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, promovida pelo Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc), trará ao público 12 espetáculos de dança, com preços populares, em diversos palcos de Belo Horizonte. Oportunidade para o público conhecer trabalhos de gêneros bastante distintos: dança folclórica, de salão, musical, contemporâneo e jazz.

Confira os espetáculos na programação (ordem alfabética):

Além-Mar | Sarandeiros

O Sarandeiros, Grupo de danças brasileiras da Universidade Federal de Minas Gerais, apresenta Além-Mar, que significa algo que se localiza do outro lado do mar ou para além do mar. O espetáculo apresenta um pout-pourri de danças de matrizes africanas e indígenas amazonenses, com destaque para ritmos variados como Frevo, Maracatu, Afoxé, Carimbó, Lundu, Boi-Bumbá e Lendas amazônicas. Ênfase para as coreografias inéditas, Rainha do Mar e Anunciação.


Quando: 21/02, às 20h30
Onde: SESC Palladium
Quanto: R$15,00
Ingressos aqui

Amar-te | INTERPASSO Cia de Dança

O Amor é fascinante, um sentimento universal, contendo uma linha tênue, que o separa do ódio e da indiferença. Esta é a temática de “AMAR-TE”, espetáculo da INTERPASSO Cia de Dança que, após investigação e pesquisa sobre as várias situações de amor, traz para cena, o Amor e o Amor além do Amor, demonstrando o que vislumbramos ser as formas mais fortes e que casam com o nosso objetivo de tocar os corações dos espectadores com a nossa arte.


Quando: 14 a 17/02 – qui e sex, 20h | sáb, 20h30 | dom, 19h
Onde: Teatro Francisco Nunes e Raul Belem Machado
Quanto: R$18,00
Ingressos aqui

Âmargo | Mimulus Cia de Dança

Nesse tempo em que os acontecimentos históricos e a densidade amarga do cotidiano colocam todos de certa forma impotentes, a Mimulus Cia de Dança vem procurando “dar-lhes a volta” e buscar outros pontos de vista, diferentes formas de olhar, de compreender. Mostrar o que está “fora do enquadramento”. Enxergar o que está recôndito, o seu âmago. Para isso, convidamos o espectador a “dar-nos a volta” ao assistir a nova criação da Mimulus Cia de Dança.


Quando: 09/02, às 21h e 10/02, às 19h
Onde: Palácio das Artes
Quanto: R$18,00
Ingressos aqui

As coisas por um fio | Cia Suspensa

“A queda da xícara. O som do estilhaço. A dona da xícara tenta impedir a queda. Todos permanecem imovelmente aflitos, como se a queda fosse capaz de, por um fio invisível, conectar tudo e todos”. O grupo de arte sonora Kallpp, o iluminador Leonardo Pavanello, a bailarina Gabriela Christófaro e a Companhia Suspensa compartilham a cena em um trabalho no qual movimento, som e luz buscam se afirmar pelas suas respectivas materialidades.


Quando: 15 e 16/02, às 21h
Onde: C.A.S.A – Centro de Arte Suspensa Armatrux
Quanto: R$15,00
Ingressos aqui

Balança Brasil | grupo Guararas

Balança Brasil novo espetáculo do grupo Guararas trás para os palcos diversas manifestações do folclore brasileiro, caracterizadas pela identidade cultural de cada região. O espetáculo proporciona ao espectador uma viagem colorida e marcante entre fandangos e festividades do ciclo junino e carnavalesco de norte a sul.


Quando: 14/02, às 20h30
Onde: Sesc Palladium
Quanto: R$15,00
Ingressos aqui

Batuca Tango | Cia El Abrazo Tango

A Cia El Abrazo Tango traz aos palcos as origens mais remotas do Tango. O espetáculo esta marcado pelas coreografias em grupo, a presença de sapateado e o som dos tambores. O Quarteto Tangente executa a trilha sonora ao vivo na voz de Lívia Itaborahy.


Quando: 22 e 23/02, às 21h
Onde: Centro Cultural Minas Tênis Clube
Quanto: R$18,00
Ingressos aqui

Dança Brinquedo | Cia. Mário Nascimento

‘Dança de Brinquedo’ traz um pouco da multiplicidade de manifestações da cultura popular que alimentam o universo infantil em todo o país. A palavra brinquedo é usada pelos mestres da cultura popular para definir essas manifestações. Além disso, no espetáculo, a influência das danças urbanas também se faz presente delineando e definindo os corpos dos bailarinos.


Quando: 16, 17, 23 e 24/02, às 16h
Onde: Teatro Marília
Quanto: R$10,00
Ingressos aqui

Elementais | Cia. de Jazz Emaline Laia

A coreografia de Emaline Laia traz os quatro elementos: Terra, Água, Fogo e Ar. A obra envolve muita energia e revela como os elementos desencadeiam distintas sensações, exprimindo sua importância em nossas vidas e unificando as energias naturais e físicas. Cada elemento, responsável por dinamizar as energias que formam a natureza, tem a sua característica própria, destacada pela força e entrega em cena.


Quando: 22/02, às 16h
Onde: Teatro Francisco Nunes
Quanto: R$15,00
Ingressos aqui

Lalangue: carta a mãe | Cia de Dança Palácio das Artes

Nessa criação o elenco da Cia de Dança mergulhou no universo dos Manifestos, em parceria com a coreógrafa convidada Morena Nascimento, que trouxe como questão: Como seria o manifesto do feminino? Ela explorou a dimensão feminina que habita cada um de nós partindo da primeira referencia de tal dimensão, a mãe. Os corpos dos bailarinos buscaram outra língua, para dizer sobre o mundo que nos afeta e a ele retorna por meio de manifesto dançante.


Quando: 22/02, às 20h e 24/02, às 19h
Onde: Palácio das Artes
Quanto: R$10,00
Ingressos aqui

Magnólia | No Ar cia de dança

Ganhador do 4º Prêmio Copasa/Sinparc de Artes Cênicas 2017 – Melhor Concepção Cenográfica. Uma simples relação entre imagem, um corpo em ação e texturas sonoras que se associam, ora se sobrepõem criando estamparias em sistema de frames. Tentamos criar tessituras, estados e sensações, onde os frames, transformados pela dilatação do tempo, criam volume nas superfícies que surgem. Magnólia é uma estampa em movimento.


Quando: 16/02, às 20h e 17/02, às 19h
Onde: C.A.S.A – Centro de Arte Suspensa Armatrux
Quanto: R$15,00
Ingressos aqui

O pródigo | Ide Núcleo de Arte e Dança

O “Pródigo” versa sobre as inquietudes e sobre o amor em todas as suas nuances. Tristeza, amargura e solidão, mas também revela a procura constante de uma esperança! Cada coreografia foi lapidada para que a proposta do espetáculo se tornasse mais evidente, provendo assim a reflexão sobre práticas e valores da vida. As coreografias trabalham as relações de amor, desajustadas e inquietas, trazendo à tona o ambiente familiar e suas tensões. Diante de uma história realista, que foi inspirada e baseada na bíblia sagrada, o público é desafiado com um toque de modernidade e ludicidade, a tecer sua análise refletiva e crítica da contemporaneidade. “Porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado” (Lucas – 15:11-32).


Quando: 07/02
Onde: Teatro Marília
Quanto: R$18,00
Ingressos aqui

Traçado: onde tudo começa ou termina | WELBERT MELO

Através de traços e rabiscos tudo se começa. TRAÇADO mostra através de seus bailarinos que uma tela em branco tudo permite, tudo se mistura e transforma, assim como a vida, que de linear nada tem. A cada dança, a cada passo, uma obra de arte em tela é criada e o público degusta em cada movimento uma obra de arte dentro da outra.


Quando: 08, 09 e 10/02, às 20h
Onde: Centro Cultural Minas Tênis Clube
Quanto: R$18,00
Ingressos aqui

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *