Notícias

Dança de Salão no Prêmio Desterro 2015

Mais de 800 coreografias da Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Argentina e Chile foram inscritas no processo seletivo do Prêmio Desterro – 6° Festival de Dança de Florianópolis. É um número recorde na história do evento, cuja próxima edição ocorrerá de 26 a 30 de agosto, no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

Deste total, foram aprovados 260 trabalhos que se juntam a outros 22 com vagas já garantidas pela premiação do ano passado. São, portanto, 282 espetáculos de balé clássico, balé clássico de repertório, dança contemporânea, dança de salão, danças populares, danças urbanas, jazz e sapateado aptos à segunda etapa da inscrição. Agora, os candidatos têm até o dia 20 de julho para confirmar a participação, efetuando o pagamento da taxa e enviando os demais documentos exigidos.

A comissão selecionadora foi composta pelos dançarinos, professores e coreógrafos Tati Sanchis, de São Paulo, especializada em jazz, hip hop, house dance, waacking e teatro musical nos Estados Unidos; Tindaro Silvano, de Belo Horizonte, premiado em companhias de balé clássico do Brasil e da Europa, instrutor e jurado em festivais nacionais e internacionais; Daniel Pozzobon, diretor do Prêmio Desterro, fundador e ex-presidente da Associação Catarinense de Dança de Salão; Bia Mattar, diretora artística do Prêmio Desterro, formada em dança clássica, com incursões pelo jazz e contemporâneo e especializada em sapateado; e Nathan Santos, produtor do Prêmio Desterro, pesquisador em danças urbanas, consultor coreográfico de projetos de arte-educação, premiado em festivais no Sul do País.

Elos Cia de Dança, de Curitiba – Leonardo Taques e Elaine de Markondes. Foto: Claudio Etges/divulgação

Balanço

Segundo Bia, “a quantidade de inscrições é sempre surpreendente porque aumenta a cada ano, mesmo com as restrições de regulamento, que garantem apenas uma coreografia por gênero e categoria. A qualidade técnica dos bailarinos vem num crescente, e isso é muito bom de ver, dado as novas práticas corporais, o conhecimento do funcionamento do corpo para a execução de movimentos como saltos, giros e quedas, de maneira virtuosa, impressionando a quem assiste”.

Mesmo que a procura tenha superado bastante todas as marcas, os coordenadores mantiveram os parâmetros de 2014 ao limitar o número de trabalhos aprovados, além de ampliar o cronograma de apresentação dos concorrentes. “Com um dia a mais de programação, acreditamos que podemos distribuir melhor as coreografias”, explica o presidente do Instituto Cultural Desterro, Carlos Eduardo de Andrade. Ainda que muitos inscritos tivessem qualidade, a eliminação de boa parte deles foi necessária para não tornar as sessões longas e cansativas. Conforme Daniel, “isso é reflexo do crescimento do Prêmio Desterro como produto, competição, encontro, enfim, como evento bem organizado e com tratamento diferenciado”.

O Festival de Dança de Florianópolis oferece aos vencedores troféus, premiação total de R$ 21 mil, inscrição automática na edição de 2016, além de vagas no Passo de Arte – Competição Internacional de Dança e para a etapa brasileira do Youth America Grand Prix (YAGP), que serão realizados em Indaiatuba (SP).

Confira as coreografias selecionadas de Dança de Salão:

Dança de Salão – duo – adulto

  • “Circunstâncias”, de Nando Berto. Cia. Nando Berto, Florianópolis/SC > vaga garantida por premiação em 2014
  • “Dois”, de Gabriel Ferreira e Lidiani Emerich. Grão Cia. de Dança/Cenarium, Florianópolis/SC
  • “HeartBeat”, de Michael Anderson. Michael Anderson & Aline Borges, São Paulo/SP
  • “Novo Alento”, de Jhonatan Cruz de Barros. Cia. Inspir’art, Pinheiral/RJ
  • “Outono Porteño”, de Leonardo Taques. Elos Cia. de Dança, Curitiba/PR
  • “Quando Não Puder Falar”, de Graziela Pereira. Cia. de Dança Eduxi, Itajaí/SC
  • “Só me Diga Sim”, de Natan Pereira e Larissa da Silva. Natan Pereira e Larissa Silva, Itajaí/SC
  • “Todo Amor”, de Dinis Zanotto e Anna Callado. Dinis Zanotto e Anna Callado, Rio de Janeiro/RJ
  • “Tristeza de Verão”, de Edgar Fernandes e Fabi Chagas. Effect Dance, São Paulo/SP
  • “Universo Inverso”, de Renato Zóia. Identidade Artística, Curitiba/PR

Dança de Salão – conjunto – sênior

  • “Saltos… Swing… Soltinho”, de Mairon Demarchi. Cia. de Dança Rosa Demarchi, Cabo Frio/RJ

Dança de Salão – conjunto – adulto

  • “Com Tempo Tango”, de Leonardo Borges Jardim. Grupo Bailah, Campo Grande/MS
  • “Não Há Sol”, de Izabela Gaviolo e Lélio Santos. Grupo Laços – Dança de Salão Contemporânea, Porto Alegre/RS
  • “No Tempo do Foxtrot”, de Mairon Demarchi. Cia. de Dança Rosa Demarchi, Cabo Frio/RJ
  • “Operário”, de Graziela Pereira. Cia. de Dança Eduxi, Itajaí/SC
Previous ArticleNext Article

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *