Notícias

Dança de salão na Bienal Internacional de Curitiba

Acontece neste domingo (22/04), às 10h, no Memorial de Curitiba, a abertura da Bienal Internacional de Dança de Curitiba, com 12 apresentações gratuitas de escolas e grupos de dança locais de vários gêneros, das quais cinco trarão a dança de salão cênica. O evento, realizado pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), pela Fundação Cultural de Curitiba e pela Prefeitura Municipal, pretende entrar para o calendário cultural da cidade aproximando o público dos diversos estilos de dança e oportunizando o aprimoramento profissional aos dançarinos locais.

“A proposta é que o evento seja eclético, até porque há uma demanda de público para essa diversidade. A ideia é trazer a população, fazer com que as pessoas sintam que a dança está no cotidiano delas, mostrar que a dança é vasta e tem uma linguagem super-rica, que tem muita gente fazendo coisas diferentes e que tem dança pra todos os gostos”, disse em entrevista à Dança em Pauta a diretora da Bienal, Eleonora Greca.

Além dos espetáculos e flash mobs (apresentações instantâneas em locais públicos), a dança de salão marcará presença em sete oficinas específicas, direcionadas aos participantes com conhecimento intermediário na modalidade. Para a dançarina e coreógrafa Sheila Santos, que ministrará uma das oficinas e tem seu grupo de dança participando das apresentações, a qualidade da dança de salão em Curitiba vem melhorando, trazendo mais respeito ao gênero e abrindo espaço aos profissionais.

“A dança de salão local adquiriu mais qualidade nos últimos anos. Acredito que daqui alguns anos, com todas as especializações que estão acontecendo, os cursos de composição coreográfica e a pós-graduação em dança de salão, entre outros, teremos mais profissionais de qualidade e conseguiremos nos inserir igualmente no mercado”, comenta Sheila.

A dança de salão cênica: Sheila Santos e Jall Martins em cena do espetáculo Pétalas / Foto: Daniel Tortora

O dançarino Luiz Dalazen, que também participará do evento se apresentando ao público e como professor em uma das oficinas, destaca a importância da dança de salão estar inserida em um evento como a Bienal, que proporciona mais visibilidade a dança a dois artística.

“É a oportunidade de se apresentar a um público que normalmente vai buscar a dança contemporânea, o balé clássico ou a dança de rua, e que não teria acesso ao nosso trabalho. Poderemos mostrar que a dança de salão não é apenas uma prática social, como muitos ainda pensam”, enfatiza Luiz.

A dança de salão cênica: Luiz Dalazen e Mariama Oliveira em cena do espetáculo Pétalas / Foto: Daniel Tortora

O dançarino comenta que Curitiba é uma cidade consumidora das várias formas de cultura. Ele ressalta o sucesso de eventos anuais como o Festival de Teatro de Curitiba e a Oficina de Música, ambos reconhecidos no âmbito nacional. “A dança ainda não tem espaço pelo fato de nunca ter se organizado neste sentido. Acho que temos muito a aprender com as outras linguagens artísticas de uma maneira geral. Acredito que o momento é muito propício, pois a dança em Curitiba tem qualidade e representatividade”, diz Luiz.

Para os fãs da dança de salão ou os interessados em conhecer mais sua vertente cênica, também chamada dança de salão contemporânea, a dica é curtir o Dia Internacional da Dança, 29/04, encerramento da Bienal, assistindo ao espetáculo “Por um Fio”, da Mimulus, de Belo Horizonte. Esta cia de dança mineira apresenta um trabalho inovador na transposição das danças a dois para o palco, que é destaque no Brasil e no exterior.

Jomar Mesquita e Juliana Macedo em cena do espetáculo Por um Fio, da Mimulus / Foto: Guto Muniz

A Bienal Internacional de Dança de Curitiba conta ainda com palestras, exposições de produtos e artigos de dança, exibição de filmes, entre outros. Além da dança de salão, o evento traz também as danças contemporânea, clássica, urbana, jazz e videodança.

 

Confira os grupos de dança de salão que se apresentarão na abertura do evento:

  • Grupo de Dança Dance Sempre
  • Oito Tempos Dança de Salão
  • Centro de Dança Latina Walmir Secchi
  • Dança de Salão Edson Carneiro
  • Dança de Salão Cido Arruda

Previous ArticleNext Article
Jornalista formada pela Universidade Tuiuti do Paraná, atuando na área desde 1997 como repórter, redatora e assessora de imprensa. Em 2010, lançou o site Dança em Pauta com a proposta de empregar seu conhecimento em comunicação para divulgar a dança. Trabalhou em publicações segmentadas em Curitiba e São Paulo. Desde 2004, desenvolve trabalho de assessoria de comunicação para profissionais e empresas atuando no planejamento e execução de estratégias de comunicação interna e externa, produção de conteúdo, publicações corporativas e assessoria de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *