Comportamento, Em pauta

Dança a dois em uma nova realidade social

aba_tecnicas-damas-e-cavalheiros

Machismo, feminismo, homossexualidade, heterossexualidade, mulheres em papéis de chefia, homens que assumem o fogão com todo o prazer. Estes são apenas alguns exemplos de temas que ainda geram grande polêmica em nossa sociedade, mas que, indiferente das opiniões a respeito, revelam a mudança nas relações e nos papéis sociais de homens e mulheres. Sendo a arte um reflexo da sociedade de cada época, a dança de salão, atividade ensinada no Brasil há mais de 200 anos – de acordo com registros históricos publicados no livro 200 Anos de Dança de Salão no Brasil –, não poderia ficar alheia à evolução social e, em sala de aula, os professores já percebem os reflexos destas mudanças. “O posicionamento da mulher na sociedade mudou, assim como o dos homens, então, o papel do homem como o condutor nas danças a dois, aquele que decide tudo sozinho, e da mulher como a pessoa que apenas aguarda passivamente a condução, também não tem mais como se sustentar dentro da nova realidade social”, explica a professora Sheila Santos, proprietária da escola Oito Tempos, em Curitiba, que é integrante do grupo Pró-Danças de Salão Curitiba.

Ao lado do parceiro de dança Jall Martins, Sheila vem desenvolvendo o estudo de técnicas que possibilitem uma maior interação entre homem e mulher durante a dança, ou até mesmo de casais do mesmo sexo, permitindo que ambos utilizem sua criatividade para a criação de uma dança conjunta. Nossa proposta é treinar homens e mulheres para uma maior sintonia na dança, em que a mulher tenha liberdade para criar junto com seu parceiro em qualquer ritmo de dança a dois. E isto é algo possível para todos, não é preciso ser profissional, é apenas técnica”, ressalta Jall.

E para disseminar esta técnica, que a dupla acredita proporcionar uma dança mais divertida e prazerosa aos casais, Sheila e Jall tem ministrado aulas e workshops em eventos por vários estados brasileiros, como o que acontecerá na próxima semana (29/06 e 01/07), em Curitiba. O Workshop de Técnicas para Damas e Cavalheiros vai contar com dois dias de aulas simultâneas para homens e mulheres, porém em salas separadas, para aprimorarem individualmente sua dança com exercícios específicos para eles e para elas.

E para os cavalheiros mais conservadores, em dúvida sobre esta nova proposta de dança, Jall sugere que revejam seus conceitos e afirma: “É muito mais divertido dançar com uma dama que cria. No início me questionei se o que gostava era o fato de me livrar um pouco da responsabilidade total da condução, mas depois vi que não, o barato não é a ausência de responsabilidade, mas sim a divisão dela”.

Fotos: Daniel Tortora

  • O que: Workshop de Técnicas para Damas e Cavalheiros
    Quando: 29/06 e 01/07, às 21h
    Onde: Escola Oito Tempos Dança de Salão
    Onde: Rua Barão do Rio Branco, 261 Centro | Curitiba-PR
    Quanto: R$70,00/2 aulas
    Informações/inscrições: curitiba@oitotempos.com.br | (41) 3232.0192
Postagem AnteriorPróxima Postagem
Jornalista formada pela Universidade Tuiuti do Paraná, atuando na área desde 1997 como repórter, redatora e assessora de imprensa. Em 2010, lançou o site Dança em Pauta com a proposta de empregar seu conhecimento em comunicação para divulgar a dança. Trabalhou em publicações segmentadas em Curitiba e São Paulo. Desde 2004, desenvolve trabalho de assessoria de comunicação para profissionais e empresas atuando no planejamento e execução de estratégias de comunicação interna e externa, produção de conteúdo, publicações corporativas e assessoria de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *