Espetáculos/Shows, Notícias

Cena Brasil Internacional traz dança e teatro ao Centro Cultural Banco do Brasil

O festival Cena Brasil Internacional tem sua sexta edição programada para o período de 31 de maio a 11 de junho, no Centro Cultural Banco do Brasil e na Praça dos Correios, no Rio de Janeiro. Com espetáculos de teatro e dança, a mostra apresenta dez atrações no total, sendo de quatro companhias brasileiras e quatro estrangeiras, de três países: Alemanha, Itália e Japão. Com peças a preços populares (R$ 20 e R$ 10) e gratuitas, a programação internacional conta com legendas eletrônicas em português. O Cena Brasil também ocupa a área externa do CCBB (entrada lateral), em um espaço de convivência com food trucks, mesas e cadeiras. O Banco do Brasil é o patrocinador do Cena Brasil Internacional.

Idealizador e diretor do Cena Brasil, o produtor Sérgio Saboya assina a curadoria em parceria com o jornalista, diretor e dramaturgo Luiz Felipe Reis. “Vamos fazer uma homenagem aos 70 anos do bailarino e coreógrafo japonês Tadashi Endo e sua estreita relação com o Brasil. Serão três espetáculos dele, sendo um inédito no país e outro no Rio”, conta Saboya, que reforça o compromisso do Cena Brasil em promover o intercâmbio entre artistas brasileiros e estrangeiros desde a sua primeira edição. “Os grupos têm oportunidade de compartilhar seus processos criativos e artísticos durante todo o festival”, lembra o idealizador.

“O festival, em 2017, dá especial atenção ao trabalho autoral de artistas com longas e sólidas trajetórias, como o Tadashi Endo, que celebra 70 anos de vida com uma mostra de três solos reveladores de diferentes etapas de sua trajetória artística”, diz o curador Luiz Felipe Reis.

Ainda na área de dança, outra atração do festival é a apresentação da coreógrafa, diretora e pesquisadora italiana Claudia Castellucci – fundadora da companhia de teatro experimental Socìetas Raffaello Sanzio (hoje chamada Socìetas) no início dos anos 1980, com Romeo Castellucci e Chiara Guidi. Claudia apresenta Verso La Specie, cuja criação teve início há três anos, no centro de dança e pesquisa Isadora & Raymond Duncan, em Atenas. Inédita no Brasil, a performance estreou na Bienal de Dança de Veneza de 2016.

A música é a origem propulsora de Verso La Specie. É uma dança cujos modelos estão nas métricas da poesia grega arcaica e, figurativamente, no ritmo dos movimentos dos cavalos. Em roupas austeras, todos de preto, os dançarinos avançam como numa procissão, incorporando, ao som da música de Stefano Bartolini, gestos que buscam a origem do ritmo. Para cada lugar que Castellucci leva Verso La Specie, ela seleciona vinte artistas da cidade para participarem de um intenso workshop durante nove dias e, ao final do processo, se apresentarem para o público. No Cena Brasil, as sessões estão programadas para acontecerem ao ar livre, na Praça dos Correios, com entrada franca.

Informações: www.cenabrasilinternacional.com.br

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *