Espetáculos/Shows, Notícias

Após dois anos parada por falta de verba, Quasar ressurge com novo espetáculo

O novo espetáculo da companhia de dança goiana Quasar reacende uma chama que estava apagada.

São essas as palavras de Vera Bicalho, diretora-geral da companhia, ao falar da nova obra, “O que ainda guardo”, que chega aos palcos da cidade natal do grupo nos dias 26, 27 e 28/10, no Teatro Goiânia.

O espetáculo, que já passou também pelos palcos de São Paulo e Rio de Janeiro nos dias 22, 23 e 26/09, comemora os 30 anos da Companhia, mas, acima de tudo, marca a volta da Quasar após um hiato de dois anos, em que ficou parada por falta de verba, ao perder o patrocínio da Petrobrás.

quasar_vivara2018“O que ainda guardo” é um espetáculo essencialmente brasileiro, que tem a Bossa Nova como o som que dá ritmo aos corpos, unindo-se às composições o talento e sagacidade que energizam os dançarinos da companhia. Por trás desse diálogo, encontramos riquezas culturais de valor inestimável. De acordo com o coreógrafo da companhia, Henrique Rodovalho, o espetáculo ainda carrega elementos que dizem sobre os 30 anos de existência da Quasar e suas características marcantes. “Estilo do movimento, o humor e a leveza na dança. O que nos faz sermos reconhecidos e admirados até hoje por onde apresentamos”, comenta o coreógrafo.

Em clima de renovação, o novo trabalho nasce através de uma parceria com a grife de joias Vivara. Os 30 anos da Quasar coincidem com os 60 anos da Bossa Nova, temática proposta pela Vivara para esse novo espetáculo em parceria com a Companhia goiana, especialmente convidada para o projeto.

As letras das canções de Bossa Nova foram pontos chave para que um tipo de movimento se arquitetasse entre coreógrafo e intérpretes. Os temas abordados pelos compositores nesta trilha sonora, muitos deles singelos e ligados a um cotidiano ingênuo e pueril, são cantados como se fossem conversas entre amigos. Esta maneira coloquial de fazer poesia inspirou um tipo de movimentação que permeia toda a obra. A partir daí o espetáculo foi se revelando como um diálogo provocativo e nada previsível, entre temas, canções e coreografias.

quasar_vivara2018_2

VOLTA AOS PALCOS

Para Rodovalho, a volta aos palcos com este espetáculo representa a oportunidade de mostrar que ainda há um grande desejo de continuar o trabalho conhecido e admirado no Brasil e em mais 25 países por onde já passaram. “É uma oportunidade de mostrar que a nossa dança, apesar desta pausa, continua viva, com o mesmo desejo e com a mesma qualidade reconhecida e desejada pelo nosso imenso público que nos acompanham por todos estes anos”, comenta.

Ainda que sem patrocínio de permanência, o espetáculo, vencedor do Prêmio Klaus Vianna, da Funarte, impulsiona o 30º ano de vida da companhia que, além de Goiânia, se apresentará nas cidades de Palmas-TO, Gravataí-RS, Canoas-RS e Brasília-DF.

Fotos: João Gabriel Hidalgo e Marcus Camargo


O que: espetáculo “O que ainda guardo” | Quasar Cia de Dança – 30 anos
Quando: 26 e 27/10, às 21h | 28/10, às 19h
Onde: Teatro Goiânia
Av. Tocantins c/ Av. Anhangüera, Qd. 67 Lt. 32 Setor Central | Goiânia-GO
Quanto: R$50,00 (inteira) | R$25,00 (meia-entrada)
Ingressos: bilheteria do teatro ou no site www.sympla.com.br
* desconto de 50% pelo site até 25/10;
* desconto de 50% na bilheteria para quem doar 1 litro de óleo de cozinha que será repassado para uma creche em Goiânia.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *